Existe sotaque neutro?

O sotaque neutro foi criado numa tentativa de fazer pontes entre as diferentes regiões, embora feche tais pontes quando passamos a considerá-lo como norma e não apenas como é: uma linguagem de mídia, o sotaque de um trabalho. "É preciso ter em mente que o sotaque dito neutro não existe, o que há é o somatório de décadas de influência linguística e adequações, com fortes raízes paulistanas e cariocas", explica o ator, dublador e professor Marcello Trigo (foto abaixo).

Não se pode negar que a tentativa de neutralizar o sotaque alheio é um tipo de violência cultural. Muitas pessoas acreditam que podem (e devem) fugir do sotaque neutro para manter suas raízes intactas e elas estão certas, na medida em que podem criar meios de trabalho nos quais mantenham sua voz alinhada à herança particular.

Diferentemente da dublagem, em que muitas vezes se faz necessário o uso do sotaque neutro, a arte da Voz Original propicia maior liberdade para os atores da voz, uma vez que as animações produzidas no Brasil (como "Além da Lenda" e "Pedrinho e a Chuteira da Sorte", ambas da Viu Cine) costumam aceitar expressões da cultura brasileira com maior facilidade do que a dublagem convencional.


Portanto, caso precise trabalhar se comunicando no sotaque neutro, faça disso uma escolha e não um peso. Ele é o sotaque de um ofício e você tem a escolha de procurar canais de comunicação nos quais não precise negar seu sotaque. Esteja pronto para procurar trabalho de voz nos tipos de canal que desejar e ame suas raízes sem preconceito!



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo